Rio submerso (1)

Pode parecer estranho, mas é verdade. Um rio abaixo do nível da água na península de Yucatan, México, fotografado por  Anatoly Beloshchin.

Essa caverna marinha na qual o rio está submerso tem o nome de Cenote Angelita. Um “cenote” (da língua maia dz’onot, sagrado) é uma depressão no solo inundada, que geralmente apresenta um formato circular, largo e profundo.

O que aparenta ser um rio debaixo d’água, na verdade é resultado do fenômeno denominado em inglês de halocline, no qual águas de diferentes níveis de salinidade formam camadas devido à variação de densidades.

De acordo com Beloshchin, o Cenote Angelita é composto por água fresca até 29 metros de profundidade, até que muda para uma camada de 1 metro de sulfeto de hidrogênio, e finalmente é preenchido com água salina até o fundo da caverna, de 30 a 60 metros de profundidade. Assim, na verdade, o “rio” não passa de uma camada densa de água salina que descansa no fundo da caverna.

Para saber mais sobre esse fenômeno, confira o SeaWayBLOG, e para ver mais fotos de Cavernas Submersas fotografadas por Beloshchin, clique aqui. [Fonte]

Rio submerso (2) Rio submerso (3) Rio submerso (4) Rio submerso (5) Rio submerso (6) Rio submerso (7)